Corpo Clandestino ⏤ Victor Hugo Pontes

Agenda
event cover
  • EVC
  • Em Casa ⎯ Victor Hugo Pontes
  • Info
Os EVC recebem Corpo Clandestino, uma criação de Victor Hugo Pontes, o artista Em Casa da nova temporada.

Corpo Clandestino é um lugar de fala de sete intérpretes. Os corpos de Ana Afonso, Andreia, Gaya, Joãozinho, Mafalda, Paulo e Valter são veículos de identidade: produzem imagens que não se esquecem, dizem-nos coisas que talvez não pensássemos escutar. O molde destes corpos é raro, insuscetível de categorização, com frequência remetido a uma invisibilidade que reconforta quem (não) vê e desestabiliza quem (não) é visto. Este lugar de conforto fica aqui deliberadamente vazio.

Corpo Clandestino constitui um exercício de deslocamento e recomposição: coloca-se em cena o que habitualmente não é de cena; ajusta-se a atenção; encaixam-se peças físicas singulares. Em palco estão intérpretes cujos corpos não-normativos lançam o espectador, sem rede, numa paisagem poucas vezes vislumbrada – a de um corpo de baile configurado por oposição a classicismos e ideais. Em palco está afinal um só corpo, formado por sete peças verdadeiramente únicas.

Fazendo parte do projeto de residências artísticas Rota Clandestina, em Setúbal, esta criação de Victor Hugo Pontes repensa a normatividade dos corpos vigente até ao século XXI, propondo um caminho de comunicabilidade e partilha, alternativo a perspetivas reducionistas, padronizadas e inúteis. A partir do momento em que o ponto de vista do espectador passa a ser coincidente com o ponto de vista dos intérpretes, torna-se indisputável que todos podemos ocupar e partilhar o mesmo mundo, por mais diferentes que sejam os corpos de cada um.

Ficha artística

Direcção Artística Victor Hugo Pontes Cenografia F. Ribeiro Música Joana Gama e Luís Fernandes Direcção Técnica e Desenho de Luz **Wilma Moutinho ** Figurinos Cristina Cunha e Victor Hugo Pontes Interpretação Ana Afonso Lourenço, Andreia Miguel, Gaya de Medeiros, Joãozinho da Costa, Mafalda Ferreira, Paulo Azevedo e Valter Fernandes Assistente de Direção Ángela Diaz Quintela Desenho de som Rafael Maia e Kiko Rurelas Consultoria artística Madalena Alfaia Direcção de Produção Joana Ventura Produção Executiva Mariana Lourenço Assistência de Produção Inês Guedes Pereira Apoio à residência CRL - Central Elétrica, O Espaço do Tempo, Rota Clandestina | Município de Setúbal, Teatro Municipal do Porto . Campo Alegre Co-produção Nome Próprio, A Oficina/CCVF, Centro de Arte de Ovar, Rota Clandestina | Município de Setúbal, Teatro José Lúcio da Silva, Teatro Municipal do Porto, Théâtre de Liège e Theatro Circo Agradecimentos Teatro Nacional São João

  • Outros eventos

Este website utiliza cookies. Saber Mais.