Daniel Domingos Matos

Artistas

Lagos, Portugal, 1996.

Coreógrafo, Performer e Artista visual

Inicia os seus estudos em Artes Visuais, no Ensino Secundário.

É licenciado em Dança pela Escola Superior de Dança do Instituto Politécnico de Lisboa e encontra-se neste momento no Mestrado em Artes Cénicas da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

Durante o seu percurso teve ainda contacto com a CasaBranca associação cultural, onde participou em projectos com Ana Borralho & João Galante (“World of Interiors”), com a Associação LAC – Laboratório de Actividades Criativas e com a Útero Associação Cultural (“Na Rua”, de Miguel Moreira).

É bailarino convidado na Lisbon Soundpainting Orchestra desde 2014, dirigida por François Choiselat.

Como intérprete destaca as obras: 2015 “Dis[s]conect”, de Vítor Garcia; 2016 “O Príncipio da Incerteza”, de João Fernandes e “A Viagem”, de Patrícia Henriques; 2017 “Folclore”, de Luís Marrafa e “Dreamland III”, de Barbara Griggi; 2018 “Atlas Barcelona”, “Atlas Lisboa”, “Sexy MF” de Ana Borralho & João Galante e “The Scarlet Letter” de Angélica Liddell; 2019 “ ROMANCE FAMILIAR ou a Realidade Aumentada” de Ana Borralho & João Galante, “Paixão”, de Romeo Castellucci e “Um Fio de Ar”, de Amélia Bentes.

Como criador destaca as obras: 2015 “Efemeridade|Instabilidade|Perenidade”;2016 “Pólos”; 2018 “Num Vale do Aqui” e “TENS A COR DO FRUTO DO LIMOEIRO”; 2019 “E a Luz Tornar-se-á Líquida: um poema para Sophia”.

Foi colaborador artístico da BoCa Sub21 2017 (Biennial of Contemporary Arts), com curadoria e direcção artística de John Romão. Como assistente de coreógrafo e colaborador artístico trabalhou com Amélia Bentes nas suas última criações para a Escola Superior de Dança: “O Ponto Vivo ” e “Finalmente o Céu” (em parceria com a EGEAC e com o Castelo de São Jorge) e com Ana Borralho & João Galante em “ATLAS Barcelona“ e “ROMANCE FAMILIAR ou a Realidade Aumentada”. Desenvolveu ainda competências na área de produção e comunicação exercendo funções como assistente de produção e assistente de cena na CasaBranca associação cultural e no Festival Verão Azul (2017 e 2019) com curadoria de Mónica Samões, Catarina Saraiva, Ana Borralho & João Galante, acompanhando o trabalho dos artistas Francisco Camacho, João Fiadeiro, Vera Mantero, Niño de Elche, Alessandro Sciarroni, Tó Trips, Dewey Dell, Gustavo Ciríaco, Tiago Cadete, Raquel André, entre outros.

Em conjunto com Joana Flor Duarte fundou, em 2017, a CAMA – Associação Cultural, onde é artista residente e responsável pela direcção artística.

  • Outros artistas

a

b

c

d

e

f

g

h

i

j

k

l

m

n

p

q

r

s

t

v

w

x

y

Este website utiliza cookies. Saber Mais.